Como coletar e gerenciar dados personalizados com o Enterprise Studio

postado em 10 de ago. de 2020 16:23 por Antonio Plais   [ 15 de ago. de 2020 09:23 atualizado‎(s)‎ ]
Originalmente postado por George Pang*, no blog da BiZZdesign - Tradução autorizada

Uma organização média é construída sobre uma variedade de estratégias e motivações, pessoas, processos, aplicativos e tecnologia. Uma parte importante para garantir que as partes interessadas corretas estão satisfeitas por poderem contribuir com informações relevantes, e receber relatórios direcionados para as suas necessidades, são os metadados.

Metadados, atributos, propriedades...

Um ponto de partida comum para a 'jornada da arquitetura' é trabalhar com catálogos - podendo ser no nível do negócio, dos aplicativos ou da tecnologia (o que coincide naturalmente com a linguagem ArchiMate e suas camadas). Os catálogos em si são de enorme valor; eles permitem que você saiba o que você tem e possa realizar análises de lacunas.

As pessoas tendem a usar Excel ou SharePoint para estes tipos de listas, e adicionam colunas adicionais para indicar informações mais granulares, como 'Custos', 'Status de Ciclo de Vida' ou 'Fim de Vida', que são tratadas como informações textuais rápidas. No entanto, estas partes de informação são grandes candidatas para migração ou reuso em uma plataforma de desenho de negócio como o Enterprise Studio.

Introduzindo o BiZZdesign Metamodeler

O Metamodeler é uma forma gráfica de definir (em termos do ArchiMate), Perfis e Atributos que podem ser atribuídos aos registros dentro dos catálogos (objetos/entidades. relacionamentos) para permitir análises adicionais tais como "Quantos dos meus processos são atualmente executados de forma manual?", o que poderia ser usado para identificar oportunidades para automatização; ou "Qual é o Status do Ciclo de Vida atual dos nossos aplicativos}", o que pode levar a um plano de substituição, ou garantir que existe suporte interno suficiente para soluções que não possuem suporte do fornecedor.

Para qualquer pessoa familiarizada com Diagramas de Entidade-Relacionamento (ERDs), isso funciona de forma similar - no Enterprise Studio, as coleções de atributos, e os atributos em si (que podem ser de tipos comuns, como texto, inteiro, enumeração ou mesmo referências para outros objetos/entidades), são criados como parte de um canvas de modelos.

Canvas do Metamodeler do Enterprise Studio

Validação e Aplicação

Pode ser muito fácil cometer enganos ao efetuar mudanças no metamodelo do seu repositório, mas felizmente o Metamodeler possui funcionalidades para validação e 'visão prévia' (preview) que permite que certas configurações possam ser validadas (e testadas) antes de serem colocadas em produção. Enquanto o modelo está sendo construído haverão claras mensagens de aviso que serão exibidas, dando a você a oportunidade de consertar os erros antes de aplicar no seu modelo real.


Validação do metamodelo

Usando metadados

Durante o trabalho de configuração do metamodelo as mudanças podem ser salvas e trabalhadas em um momento futuro, seja salvando o metamodelo modificado como um pacote de modelos local, ou armazenando dentro do repositório no Team Platform (o que, naturalmente, tem o benefício de histórico de revisões e até mesmo colaboração multiusuário). Não há a necessidade de salvar e armazenar arquivos de configuração separados (que podem ser facilmente extraviados).

Uma vez que as mudanças tenham sido aplicadas nos modelos do repositório, os metadados, atributos e propriedades podem ser usados em painéis de controle, gráficos e outras técnicas de visualização dentro do ambiente de desenho e, assim, o processo de modificação pode continuar - suportando um ciclo de melhoramento contínuo.


Visualização do Ciclo de Vida de Aplicativos

Que tal um mergulho profundo?

A capacidade do Metamodeler forma uma pequena parte da plataforma Enterprise Studio, permitindo que as organizações obtenham o máximo das informações que elas têm, mas também estendendo para outras áreas para realizar completamente as ambições da transformação de negócio.

Em uma próxima postagem apresentaremos uma visão geral do Excel Connect, que permite que os usuários se conectem diretamente com os dados reais após desenhar como você vai lidar com eles no seu modelo.

Se você tem interesse em conhecer mais sobre estas e outras capacidades do Enterprise Studio, não deixe de entrar em contato e solicitar uma demonstração pessoal.




* George Pang é Consultor Líder da BiZZdesign, empresa líder em ferramentas para modelagem da arquitetura corporativa, representada no Brasil pela Centus Consultoria.