ArchiMate® 3.0 e o Mapeamento de Valor

postado em 5 de mar de 2017 16:29 por Antonio Plais   [ 5 de mar de 2017 16:33 atualizado‎(s)‎ ]
Originalmente postado por Marc Lankhorst & Adina Aldea*, no blog da BiZZdesign - Tradução autorizada

Em diversas postagens anteriores, delineamos como você pode usar o ArchiMate 3 no contexto da arquitetura de negócios e do desenvolvimento da estratégia, tais como o Planejamento Baseado em Capacidades, e a combinação do ArchiMate com o Modelo de Motivação de Negócios, o Canvas de Modelo de Negócio, e o BSC-Balanced Scorecard. Nesta postagem, continuamos com esta série, mostrando como podemos descrever cadeias de valor, fluxos de valor, e redes de valor. O mapeamento de valor é uma técnica útil na arquitetura de negócios. Ele fornece percepções sobre o valor produzido pelas várias atividades da organização, como isto contribui para a sua proposição de valor, e como este valor é trocado com outros parceiros na rede de valor.

O exemplo clássico para isso é a Cadeia de Valor definido por Porter, a qual divide as atividades de uma empresa em criadoras de valor de de suporte, e sub-divide as primeiras nos estágios típicos de um processo de produção, como logística de entrada, operações, logística de saída, marketing e vendas, e serviços. Mais recentemente, abordagens como o e3value, o Metamodelo de Entrega de Valor (VDML-Value Delivery Metamodel) e o BIZBOK adotaram uma posição mais genérica e também discutiram a troca de valor em um ecossistema mais amplo. A tabela abaixo fornece um mapeamento geral destinado a suportar a maioria destas abordagens.

Mapa de valor ArchiMate
Proposição de valor Produto + Valor
Item de valor Valor
Fluxo de valor Processo de negócio (alto nível)
Atividade, Estágio de valor Processo ou Função de negócio
Troca de valor Fluxo + Valor associado
Ator, Unidade organizacional Ator de negócio
Papel Papel de negócio
Colaboração Colaboração de negócio
Capacidade Capacidade

O mapeamento mostrado nesta tabela usa principalmente conceitos da camada de negócios do ArchiMate para expressar mapas de valor. Lembre-se que o ArchiMate usa o mesmo conceito para todos os níveis de granularidade, i.e., um processo de negócios pode expressar um fluxo de valor completo, um estágio de valor neste fluxo, ou atividades dentro deste estágio, até a menor tarefa individual. Mais ainda, este mapeamento usa elementos de valor associados com produtos e com relacionamentos de fluxo para modelar as proposições e trocas de valor ao longo da cadeia, fluxo ou rede de valor. Isto mapeia bem para modelos típicos de Cadeia de Valor de Porter. Alternativamente, para uma visão um pouco mais abstrata, podemos mapear um estágio de valor para um agrupamento (nomeado) de capacidades no ArchiMate, e relacionar estes agrupamentos através de relacionamentos de fluxo com elementos de valor associados.

Uma Rede de Valor parcial, contendo diversos Atores, Trocas de Valor e Itens de Valor pode ser visto na figura abaixo:


Figura 1. Rede de Valor expressa em ArchiMate

A figura seguinte elabora a função de negócio Tratamento de Reclamações da figura anterior, e mostra um Fluxo de Valor e Trocas de Valor entre os diferentes estágios:


Figura 2. Fluxo de Valor expresso em ArchiMate

Usar o ArchiMate ajuda você a expressar e analisar o modelo de negócio de sua organização e como ela produz valor para as partes interessadas. Ele também permite que você foque nas atividades que são importantes para a criação de valor durante o planejamento e a mudança estratégica.



* Mark Lankhorst é Gerente de Consultoria & Evangelista-Chefe de Tecnologia, e Adina Aldea é consultora, da BiZZdesign, empresa líder em ferramentas para modelagem da arquitetura corporativa, representada no Brasil pela Centus Consultoria.


 
eBook ArchiMate - Da Teoria à Prática

Inovação, regulações em constante mudança, novas possibilidades tecnológicas, uma nova direção estratégica; estas são algumas das razões pelas quais muitas organizações estão em constante movimento.

Este livro apresenta as melhores práticas dos autores, fruto da experiência do uso da linguagem ArchiMate em dezenas de projetos reais, em clientes dos mais diversos ramos de negócio. Uma leitura fundamental para quem quer se iniciar na prática da modelagem da arquitetura corporativa.

Solicite sua cópia GRÁTIS aqui